Croqui Estúdio Frame // Inverno 2011

Croqui Estúdio Frame // Inverno 2011

A relação da estúdio FRAME com o projeto Rio Moda Hype já tem história. A marca já caminha para seu terceiro desfile no evento. Nessa temporada, o Hiperfashion está apoiando o desfile da paulistana estúdio FRAME, então o que você verá por aqui é uma cobertura mais do que especial, que contará com conteúdo exclusivo de backstage e pós-desfile. Falamos com a estilista da marca, Patricia Brito, para saber um pouco sobre a coleção que será apresentada no dia 10 e sobre a história da marca.

HF. Fale um pouquinho sobre a origem da marca.

Eu criei a marca FRAME junto com uma amiga e sócia, a Livia de Paula, em 2009 para participar do Rio Moda Hype. Vimos no evento a oportunidade de mostrar nosso trabalho. Gostávamos de unir a moda com a arte, tanto que nossa primeira coleção foi sobre “ready made” (principal estratégia de fazer artístico do artista Marcel Duchamp. Refere-se ao uso de objetos industrializados no âmbito da arte – nota do Hiperfashion). Com o nome da marca, não foi diferente: pensávamos em tratar a roupa como um artista trata sua obra; daí veio o nome FRAME, como uma moldura para o corpo.

Hoje a marca passa a se chamar estúdio FRAME, onde sigo estilista. Há uns meses, ganhamos o reforço  sócio e administrativo de Viviane Teixeira. O principal conceito da marca é confortabilidade. Procuro tratar a marca como um código de apropriações – representantes de um universo direto e indireto constituído pela moda – buscando na malharia o suporte de criação. Com referências urbanas e contemporâneas, a estúdio FRAME busca trazer conforto e um estilo casual,  despojado, sem perder de vista o seu conceito básico, que é o conforto.

A estilista Patrícia Brito, que assina a Estúdio Frame

A estilista Patrícia Brito, que assina a Estúdio Frame

HF. Como é a relação da marca com o Rio Moda Hype?

A relação da estúdio FRAME com o Rio Moda Hype é longa;  já caminha para o terceiro desfile no evento. Vejo a oportunidade de mostrar o trabalho que a marca vem realizando há quase 2 anos. É difícil começar um trabalho autoral sem essas chances e o Rio Moda Hype surge como uma vitrine para possíveis oportunidades de crescimento.

HF. E como a estúdio FRAME vem no inverno 2011?

O nosso conceito/tema é ‘Be a Flaneur’. Trata-se de um andarilho amante das artes, das ruas e da multidão; figura nascida na modernidade. Um andarilho em busca de conhecimento, que leva tudo que tem consigo.

Flaneur é um termo francês desenvolvido por Charles Baudelaire.  Ele valoriza objetos, lugares e pessoas que o observador comum já não percebe, por fazerem parte de sua rotina. Tendo esse conceito em mente, nessa coleção levo o andarilho Flaneur a um universo que o incita a um comportamento contemporâneo.  Trabalho sobreposições irregulares, ombros bem marcados e nós – que são características daquele que leva tudo que tem consigo.

As peças trazem bastante da confortabilidade que busco como marca. Faço bastante uso de malharia, de peças com referência em alfaiataria, porém construídas e desconstruídas em malha.  Entre os materiais se encontram o jeans flame, a mescla flame, o moletom e o tricot. Tecidos planos com possíveis soluções de tingimentos e estonagem, além de alguns que remetem a couro, todos com texturas e toques diferenciados também fazem parte da coleção. A paleta de cores abrange tons variados de cinza, preto de forma estonada e a silhueta é ampla, com marcações nos ombros.



COMENTÁRIOS

NOME*
E-MAIL* (Não será publicado)

  1. That looks good nonetheless i’m just still not so certain that I favor it. Anyway will look more into it and choose personally! :)